Produtos de redes industriais

Gateways de rede

Network Gateways

FLEX

O protocolo de comunicação do controlador mestre, rede Industrial, é convertido para o próprio protocolo de comunicação RS-485 da Oriental Motor. A conexão aos produtos compatíveis com a rede da Oriental Motor é completa com um cabo de comunicação RS-485.

  • Redes Compatíveis:
    CC-Link, MECHATROLINK-II, MECHATROLINK-III, EtherCat

*Para uso com o tipo de dados armazenados (Rede)

EtherCat CC-Link MECHATROLINK

 

 


Comunicação de redes industriais para o controle de automação e movimento

FLEX

A Oriental Motor oferece produtos de comunicação de redes industriais sob o conceito FLEX, o que significa que cada produto é equipado com uma interface que se conecta a várias redes industriais e controladores principais com E/S; como o PLC, HMI ou comunicação em série, como a RS-485/Modbus (RTU).

FLEX é o nome genérico dos produtos usados para o controle de rede de Automação de Fábrica (FA) por meio do controle de E/S, controle de Modbus (RTU) ou conversor de rede. Os produtos FLEX permitem conexão e controle fáceis, e reduzem a complexidade de configuração do sistema.

Vantagens dos produtos de comunicação de redes industriais FLEX

  • Cabeamento simples
  • Economia de energia
  • Economia de tempo
  • Custo baixo

Control Types

Controlador acoplado (tipo de dados armazenados)

Os dados operacionais são definidos no acionador e selecionados e executados a partir do controlador principal. A conexão e o controle com o controlador principal são feitos por meio de:

  1. I/O
  2. MODBUS (RTU) / RS-485
  3. Rede de Automação de Fábrica (FA)
Network Products

 

1. I/O

As funções de um módulo de posicionamento (gerador de pulso) estão acopladas no acionador, permitindo que se conecte diretamente a um controlador ou PLC para configurar um sistema operacional com E/S. Como não é necessário um módulo de posicionamento no PLC, ocorre economia de espaço e simplificação do sistema.

2. Modbus (RTU) / RS-485

Os dados operacionais, as configurações de parâmetro ou os comandos de operação podem ser inseridos pela comunicação RS-485. É possível conectar, no máximo, 31 acionadores a um módulo de comunicação em série. Existe também uma função para o início simultâneo de vários eixos. O protocolo é compatível com Modbus (RTU) e pode ser conectado a uma tela sensível ao toque (HMI), PC etc.

3. Rede de Automação de Fábrica (FA)

Com um conversor de rede (vendido separadamente), é possível estabelecer conexão com CC-link ou MECHATROLINK. Os dados operacionais, as configurações do parâmetro ou os comandos operacionais podem ser inseridos facilmente.

Controle de I/O

Controle de I/O por meio de comutadores

Como os dados operacionais são definidos no acionador, o motor pode dar partida e parar com comutadores manuais.

É possível obter fácil controle sem o uso de um PLC.

I/O Switch

 

Controle de I/O via PLC (não é necessário módulo de posicionamento)

Os dados operacionais são definidos no acionador, permitindo sua conexão direta com um PLC para selecionar o perfil de movimento. Como não é necessário um módulo de posicionamento no PLC, ocorre economia de espaço e simplificação do sistema.

I/O PLC

 

Controle de I/O via PLC, distância de viagem e definição de velocidade operadas por tela sensível ao toque (HMI)

Normalmente, o motor dá partida e para via E/S e a comunicação Modbus (RTU) é usada na definição do alarme e dos dados operacionais.

As alterações de configurações e exibições do monitor e do alarme são realizadas na tela sensível ao toque.

Se houver várias configurações, será possível inserir os parâmetros na tela sensível ao toque, reduzindo a carga de combinar programas e sequências.

I/O Touchscreen

 


2. Controle de Modbus (RTU)

Controle de Modbus (RTU) via PLC

Os dados operacionais, as configurações de parâmetro ou os comandos de operação podem ser inseridos pela comunicação RS-485.

É possível conectar, no máximo, 31 acionadores a um módulo de comunicação em série. Existe também uma função de envio em grupo para o início simultâneo de vários eixos. O protocolo é compatível com Modbus (RTU) e pode ser controlado facilmente por PLC etc.

Modbus (RTU)

 


 

Controle de Modbus (RTU) via PC

Os dados operacionais, as configurações de parâmetro e os comandos de operação podem ser facilmente inseridos em uma placa de comunicação RS-485 em um computador. Não são necessárias alterações na placa de comunicação em série.

Modbus (RTU)

 

Conexão simples com tela sensível ao toque (HMI)

Usando a comunicação Modbus (RTU), é possível fazer a conexão direta com uma tela sensível ao toque (HMI).

É possível usar dados operacionais, configurações de parâmetros, histórico de alarmes, test drive etc., permitindo controlar o motor sem o custo adicional de um PLC ou computador.

Touchscreen

 


 

3. Conexão com a rede de automação de fábrica (FA) via conversor de rede

Controle CC-Lnk/Controle MECHATROLINK/Controle EtherCat

Com um conversor de rede (vendido separadamente), é possível estabelecer conexão com CC-link, MECHATROLINK ou EtherCat. Os dados operacionais, as configurações de parâmetro ou os comandos de operação podem ser inseridos por vários tipos de comunicação. Como ele pode acomodar com flexibilidade as redes especificadas pelo usuário final, o tempo de design é reduzido.

  • A carga do controlador programável principal é reduzida e os custos são reduzidos quando vários eixos são usados.
  • Compatível com várias redes, permite o uso de vários eixos ou eixos adicionais, se necessário.
    • Compatibilidade com CC-Link: Máx. 12 eixos
    • Compatibilidade com MECHATROLINK-II: Máx. 16 eixos
    • Compatibilidade com MECHATROLINK-III: Máx. 16 eixos
    • Compatibilidade com EtherCat: Máx. 16 eixos
  • Também pode suportar a função de envio em grupo entre grupos
Network Converter

 


 

Introdução da função

Função de envio em grupo

Esta função inicia simultaneamente vários eixos em comunicação Modbus (RTU) e na rede de Automação de Fábrica (FA). Diversos acionadores são agrupados e, quando os comandos de operação são enviados para o pai desse grupo, todos os acionadores pertencentes ao mesmo grupo são operados.

  • Controle de Modbus (RTU): Lida com partidas simultâneas, alterações em distância, velocidade e monitoramento
  • Controle de rede de Automação de Fábrica (FA): Somente partida simultânea.
Group Send Function

 


Videos

Produtos de rede FLEX #1

Produtos de rede FLEX #2

Produtos de rede FLEX #3

Drivers para Motor de Passo
Servo Motor Drivers
Sistemas de Movimento Linear
Atuador Giratório

 

©2017 - Oriental Motor do Brasil Ltda. - Todos os direitos reservados